COMO DESENVOLVER O AUTOCONHECIMENTO

Por: Ricardo Chioro - Ryath

(Parte deste texto é canalizada dos Mestres Ascensos)

Autoconhecimento, evolução espiritual, despertar da consciência e amadurecimento emocional são diferentes nomes que querem dizer a mesma coisa.

Nos textos: Jesus e o Autoconhecimento e O Nobre Caminho Óctuplo também é ensinado o autoconhecimento, porém para quem busca esse caminho é interessante fazer a leitura dos três textos, para assim haver uma fixação melhor das idéias em sua mente.

Estes textos servem como estudo para quem quer seguir a espiritualidade, então reler e fazer anotações é bom, principalmente as que mais te agradarem e você quiser praticar.

Então vamos ver o que traz o autoconhecimento:

 

1 – Ser Virtuoso e Não Ser Invirtuoso

A virtude psicológica deixa nossa mente, nosso emocional e nosso comportamento positivo. Positividade é luz.

As virtudes psicológicas postas em pratica sempre tendem a fazermos coisas que respeitam e fazem bem ao outro e a nós mesmos.

Isto é: generosidade, honestidade, fidelidade, respeitabilidade, paciência, humildade, bondade, simplicidade, perdão, caridade e etc.

Nos itens acima estão enumeradas algumas capacidades muito importantes.

As invirtudes são: orgulho, preguiça, avareza, inveja, ira, falsidade, desonestidade, gula, infidelidade, desrrespeitabilidade e etc.

Tudo isso deixa a mente, o emocional e o comportamento negativo.

Porém é normal termos alguns defeitos, devemos aceita-los e também buscar a positividade.

As religiões, cada uma com uma linguagem diferente ensinam a virtude, por isso achamos que são muito diferentes, mas nem tanto.

Também é importante buscarmos a virtude sem sermos perfeccionistas, moralistas e condenativos.

 

2 – Caridade

A caridade apesar de ser uma virtude merece um destaque e mais um tópico no texto, pois muitos a classificam como um caminho diferente dos outros, único.

A caridade é fazer o bem para o outro, e qualquer atitude positiva neste sentido, sendo pequena, grande, média ou minúscula já serve para despertar e pela atitude em si.

Algumas pessoas mesmo tendo grande espiritualidade foram reprimidas neste sentido e querem praticar o bem, mas falta-lhes motivação e quando fazem é de forma forçada (por ela mesma) então precisam passar pelo caminho de autoconhecimento para desrreprimir-se.

Passar por algum tratamento psicológico seria muito bom.

 

3 – Sentimentos Bons

Os sentimentos bons nos fazem estarmos num estado psicológico que traz autoconhecimento.

Lembramos que musica, filmes, séries, novelas e etc. trazem sentimentos positivos.

Pessoas que dizem que a TV nos afasta de Deus não sabem disso, também porque na época dos grandes fundadores das religiões como Jesus, Buda e etc. não existiam esses aparelhos.

O entretenimento não deve nunca substituir outras formas de autoconhecimento.

 

4 – Praticas Espirituais

Práticas como fazer mantras, orações, visualizações, meditação e etc.

Qualquer mantra, oração, visualização ou meditação serve para o autoconhecimento, como os de cura, que ajudam em problemas específicos, mas existem também os que atuam especificamente para o amadurecimento emocional.

Estas e outras práticas existem em diversas religiões, filosofias (como a Yoga) e artes marciais (como Tai Chi Chuan).

É importante saber:

a) Todas as práticas só vão funcionar se você fizer com o coração, isso é: não fazer por se obrigar a fazer, quando não gostaria de praticar, então se obriga.

b) É importante saber que a oração só funciona quando pensamos no significado de cada palavra que é pensada ou dita, rezar pensando em outras coisas não funciona.

c) Sobre a meditação, ela pode ser o meio mais prazeroso de evolução espiritual, pois pode trazer muitos prazeres e levar até o êxtase.

 

5 – Ler e se Instruir sobre o Universo Espiritual e Divino

Ler, reler, freqüentar palestras ou se educar sobre estas coisas traz evolução espiritual.

É importante que as pessoas saibam que reler e rever informações desse tipo também, não é só obter informações.

 

6 – Fazer Terapias que Trabalhem o Emocional

Terapias com psicólogos, bioenergéticas, Medicina Homeopática, Florais, acupuntura e entre outras nos despertam a consciência, além disso trazem uma maior felicidade, também trabalham especificamente coisas que incomodam e podem melhorar ou desaparecer.

É muito recomendado a aqueles que almejam um objetivo e não conseguem e também aqueles que estão em sofrimento ou dificuldades.

Os remédios homeopáticos e florais são produtos que ingerimos, acho isso fantástico.

A acupuntura também é vista como uma Psicologia Oriental, acho isso muito interessante, ela trata o corpo, a mente e o emocional. Além dela existem muitas outras da Medicina Chinesa que nos reequilibram e trazem o despertar.

 

7 – Iniciação e Trabalho Energético

Passar por iniciações e atuar iniciaticamente ou trabalhos energéticos nos despertam a consciência, se esse trabalho for com energias da luz.

Nessa atuação são trabalhados nossos sete corpos, anatomias energéticas e por todas elas passam energias boas, positivas.

É um trabalho profundo.

Além do que, estudar para aprender o trabalho energético é conhecimento espiritual, como falamos no tópico acima.

Para saber mais, ver o texto: Os Sete Corpos

 

8 – Mediunidade

Certa vez me disse um iluminado que mediunidade é igual ao autoconhecimento.

Quando a mediunidade trabalha para o bem existem diversos espíritos bons que mandando energias positivas para nossos chakras, mentores atuando no nosso mental e emocional, além de praticarmos a caridade.

Veja nosso texto: Mediunidade nas Religiões

 

9 – Frequentar uma Religião

Frequentar uma religião também traz autoconhecimento.

Como escrevemos acima: as religiões ensinam as virtudes psicológicas, além disso os rituais religiosos trazem energias que despertam a consciência, também contam com espíritos que trabalham para a luz, que ficam nos locais religiosos e nos ajudam nesse sentido.

Os rituais e os espíritos também nos ajudam em outras coisas.                 

Veja nosso texto: A História da Idéia das Virtudes Morais

 

10 – Yoga

A Yoga traz uma série de exercícios que trabalham o despertar, as posturas praticadas fazem isso.

Além das posturas existem outras praticas como os mudras, meditações e entre outros, além do estudo.

 

11 – Tai Chi Chuan

O Tai Chi também faz uma série de praticas como trabalhos energéticos, meditação em movimento e uma filosofia.

 

12 – Buscar Conhecer Coisas que Não se sabe sobre Si Mesmo

Geralmente não conhecemos nossos defeitos e nossas qualidades, mas também não conhecemos outras coisas sobre nós mesmos.

Então é buscar sempre enxergar essas coisas, e no trabalho do despertar da consciência, vamos nos descobrindo, então quando aprendemos, podemos pensar: estou progredindo.

Um exercício é: ir escrevendo em um papel, uma lista com todas as suas qualidades.

Isso é uma coisa que não se faz em meia hora, uma hora ou duas horas, geralmente demora.

Isto é assim: agente vai colocando tudo o que passa na nossa cabeça sobre as qualidades que temos, depois acaba nossas idéias, mas deixe o papel disponível perto de você (se possível), pois no decorrer do dia você vai se lembrando de mais atributos, aí você anota.

Deixe esse papel disponível por alguns dias, faça a mesma coisa com seus defeitos.

Lembramos que não são defeitos físicos, mas sim interiores, ou seja: emocionais e psicológicos.

É bom lembrar que pessoas que não tem auto-estima, provavelmente não conseguirão realizar o exercício das qualidades, o que não significa, que não as tenha, só que devido a um problema, não conseguem enxergar.

Pessoas com pouca auto-estima também conseguirão enumerar poucas qualidades por causa de seu problema e seria excelente buscar uma forma de transformá-lo.

 

13 – Buscar Conhecer quem são os Outros

A maioria das pessoas mente sobre quem são, então buscar enxergar quem são faz parte de enxergar a realidade e obter sabedoria.

Quando dizem buscadores da verdade nas religiões, estão afirmando isso também: enxergar a si mesmo e ao outro.

 

LVoltar a Pagina Inicial                      Índices de Textos                      Livro de Visitas