ESCLARECIMENTOS IMPORTANTES SOBRE O BUDISMO 5 – O VAZIO

Por: Ricardo Chioro

(Parte deste texto é canalizada dos Mestres Ascensos)

No Budismo se diz que a iluminação é o vazio.

Também que o vazio é o absoluto, o que é uma contradição no português, e fazem muitas brincadeiras com isso sem esclarecer direito.

Quando falamos em vazio podemos pensar em muita coisa sobre isso.

Quando você ouviu pela primeira vez o vazio do Budismo o que pensou?

Se essa foi a primeira vez, o que pensou?

O Budismo trata de assuntos psicológicos, do nosso mundo interior, não demora pensarmos que essa ausência é de nosso emocional ou mental.

A grande maioria das pessoas no nosso mundo são muito mentais.

Pessoas mentais são pessoas que vivem em um vazio de sentimentos, só pensam, existe a anulação do emocional, principalmente o positivo na grande maioria do tempo, gente assim gosta de ser assim, o emocional para elas não é o que gostam e se vêem como certas, ouvindo que a ausência é o correto e que se trata de algo psicológico, para elas é conveniente pensarem que se trata deste aspecto de sua personalidade, quando não é nada disso. O problema é que podem convencer outras pessoas disso, pessoas que gostam de emoção.

Podemos demonstrar com facilidade que o vazio budista não é ausência de emoção, é ausência de ego (um aspecto psicológico também) porque na iluminação o que ocorre é um amor muito intenso pelos outros, tanto que a dedicação em ajudá-los e querer o bem é muito grande.

A compaixão é uma característica do amor, assim como a caridade, o carinho e o cuidar.

Buda dedicou a vida em ajudar os outros, em querer o bem e ver as pessoas felizes, isso é amor.

Felicidade é amor, por isso no nirvana se consegue uma felicidade muito grande.

Os sentimentos não acabam no nirvana, mas se amplificam e positivam demais.

Quem não possui sentimento em nenhum tempo é o psicopata e não o iluminado, isso é um conhecimento da Psicologia cientifica, facultativa.

Mesmo a pessoa mental que não é psicopata tem sentimentos de vez em quando, mas são períodos normalmente muito pequenos.

No português usamos a palavra vazio no psicológico para designar falta de emoção, por exemplo:

Quando alguém morre e utilizam o termo:

-Estou sentindo um vazio.

É a ausência de sentimentos da pessoa que se foi, que sentíamos quando estávamos com ela.

Ou ainda:

-Aquela pessoa é fazia.

Querendo dar qualidade de ser fútil a pessoa indicada.

Na verdade a iluminação é o contrario de tudo isso, por isso justamente dizem que o vazio é o absoluto.

O absoluto é o emocional repleto, deixando-nos extremamente bem.

Existe uma contradição na linguagem em dizer que algo é pleno e ausente, porém a ausência é de uma coisa e a plenitude de outra.

O problema é o mal entendimento que isso pode provocar levando pessoas a ver a iluminação, que é algo bom, como tendo coisas muito desagradáveis, podendo refutar em querer atingi-la, levando a conflitos e até mesmo sofrimentos.

Tem pessoas que querem a iluminação, mas pensam que nela ocorrem muitas coisas desagradáveis, podendo sofrer em pensar que coisas ruins vão acontecer quando atingir o almejado, perder coisas boas, podendo inclusive desanimar ou até mesmo desistir.

O mal entendimento do Budismo pode levar a sofrimentos, por isso é importante o esclarecimento.

Ler obras espirituais nos faz evoluir espiritualmente.

Leia nossos textos para sua evolução espiritual, eles são espirituais, ou uma sugestão de luz: leia um texto nosso semanalmente.

Conheça o texto: Como Evoluir Espiritualmente.

Voltar a Pagina Inicial                      Índices de Textos                      Livro de Visitas