São a Mesma Divindade em Culturas Diferentes - Oyá, Moiras, Andrômeda, Horas, Normas, Rodjenice, Tara, Nut, Shait, Arianhod, Tamar, Mora, Menat, Tanith e Nicnevin

Por: Ryath

(Texto inspirado e intuído pelos Mestres da Luz)

Oyá ou Logunã - É a Orixá que rege a fé, o tempo e a religiosidade.

É quem criou o tempo, e nele se movimenta toda a realidade, os planetas do espaço.

Oyá é o próprio espaço-tempo, onde tudo se manifesta, e para termos a noção do tempo, elas são contadas com a movimentação dos astros, por exemplo, a Terra dá uma volta completa em 24 horas.

Outro exemplo: a Terra dá uma volta pelo sol no tempo de um ano.

 

Moiras – Divindades Gregas, são as três irmãs que regem o destino e a vida, teciam os fios da vida e os cortavam no momento da morte, é uma forma de passagem do tempo, onde tudo tem o momento certo de acontecer.

 

Andrômeda – Deus Grega das estrelas e planetas.

 

Horas – Deidades da Grécia cujo nome significa estações do ano, que na antiguidade eram contadas em três, Primavera, Verão e Inverno.

Quando adotaram mais duas estações, o outono e o solstícios, surgiram duas novas Deusas na Mitologia, que são Carpo e Talete.

As deidades das outras estações eram Eunomia, Dicéia e Irene, que são a ordem, a justiça e a paz.

Quanto na Grécia passaram a contar o dia com 12 horas, passaram a contar que existem 12 Divindades com o nome de Horas.

 

Normas – São as deidades nórdicas do tempo e destino, a mais velha é o passado, o presente é de meia idade e a jovem é o futuro.

 

Rodjenice – Deusa eslava do destino, eram como as Moiras para os gregos, três irmãs que teciam o destino, os fios da vida.

 

Tara – Deusa Hindú do céu, das estrelas e do tempo.

 

Nut – Deusa do Egito, é regente do céu, do espaço e do tempo, onde tudo acontece.

Tem também a função de recolher os mortos.

 

Shait – Também uma deidade do Egito, ela acompanha a encarnação de todos, anotando seus bons e maus atos, e sentenciava o local de onde deveriam ir no pós morte.

É uma divindade do destino.

 

Arianhod – Deusa Celta que guardava a roda de prata, símbolo do karma e do tempo.

Rege a reencarnação, que é o nosso destino.

De acordo com a mitologia vive em sua própria dimensão decidindo o destino dos mortos.

 

Tamar – Divindade Russa do tempo, morando no céu e regendo as estações do ano.

No verão aprisionava o senhor dos ventos, e soltava  no inverno para criar a neve.

 

Mora – Deusa Eslava do Tempo e Destino.

 

Menat – Deidade Árabe que já não é mais cultuada, era representada pela do destino e dona do tempo.

 

Tanith – Deusa Cartaginense do céu.

 

Nicnevin – Deidade da Escócia que gira o céu durante a noite para conduzir as almas.

 

Todos os  nossos textos podem ser reproduzidos.

Convidamos você para conhecer nosso site, se desejar, trabalhamos para sua evolução, e é nossa alegria a sua visita e leitura.

Recomendamos as seções: Realidade Espiritual e Energética, Textos para se Iluminar, Nirvana e Mestres Ascensos, Mandalas e Outras Práticas. .

Textos e Praticas muito importantes:

Unindo Informações e Práticas para Atingir o Nirvana



Exercício do Perdão




Pratica Espiritual Fácil e Cômoda com Pedras para Autoconhecimento

Não Deixe que os Outros te Atrapalhem a Acreditar que seu Nirvana é Possível

 Voltar a Pagina Inicial